Como funciona sua fonte de alimentação?

Uma fonte de alimentação, em sua concepção, é um dispositivo eletrônico que converte a energia alternada para contínua. Esse dispositivo também é usado contra filtro de ruídos elétricos e pode ser ajustada à necessidade do seu equipamento elétrico. Quando a fonte possui as proteções necessárias (veja o post: http://www.mcm.ind.br/pt-br/mito-ou-verdade-incendios-causados-por-fonte-de-alimentacao/), passa a ser um acessório de extrema importância para situações de descarga elétrica e picos de energia.
Na imagem a seguir veremos como é um esquema de uma fonte de forma bem simples:

1. Tudo começa com a entrada de um sinal elétrico alternado, essa energia alternada é “abaixada” por um transformador que é um dispositivo elétrico muito comum em equipamentos eletrônicos. Ele é capaz de “reduzir” ou “elevar” os níveis de tensão na entrada da fonte e por isso, é essencial que se tenha um transformador de qualidade para garantir uma fonte estável.

2. O próximo estágio é a retificação dessa energia alternada para um sinal contínuo, essa etapa é composta por uma ponte de diodos que só permitem a passagem dos semi ciclos positivos do sinal original, sendo essa configuração é conhecida como retificador de onda completa. Existe também o retificador de meia onda que permite a passagem de pulsos com intervalos; porém, normalmente é utilizada em uma fonte um retificador de onda completa. Este retificador normalmente é composto por diodos semicondutores que quando polarizados inversamente, atuam como uma chave aberta, e quando polarizados corretamente, permitem a passagem apenas do semi ciclo positivo.

3. Por fim e não menos importante, temos um filtro que normalmente na eletrônica é composto por indutores e capacitores, esse filtro faz com que o sinal pulsante fique o mais próximo possível de um sinal linear de corrente contínua. Esse filtro atua carregando e descarregando os capacitores (acumuladores de energia) como podemos ver na imagem abaixo:

O capacitor se carrega durante um breve período de tempo e tem sua descarga lenta, com isso, faz com que os pulsos de saída fiquem quase invisíveis. Esse ruído residual é conhecido como RIPPLE e quanto menor o RIPPLE, melhor é sua fonte de alimentação.
Abaixo temos alguns diagramas de uma fonte de alimentação. É importante ressaltar que as imagens abaixo não se referem ao projeto das fontes MCM, são conceitos básicos para concepção de uma fonte de alimentação.

Após anos de estudos e experimentos hoje conseguimos entregar ao cliente produtos com alta qualidade, que além de exercer sua função principal como fonte de alimentação, também são dispositivos de proteção para seus equipamentos elétricos. É muito importante destacarmos que a energia elétrica também tem qualidade, uma energia ruim pode ser a causa de um consumo elevado ou um funcionamento incorreto, podendo causar queima de seus dispositivos. Verifique sempre a qualidade de suas fontes eletrônicas pois são importantes para sua segurança, e para a vida de seu equipamento eletrônico.